sexta-feira, 8 de abril de 2016

Sexo oral transmite doença

Mesmo com tanta informação nos dias de hoje, é comum as pessoas ainda acharem que sexo oral sem proteção não é capaz de transmitir doenças. A transmissão de doenças ocorre quando há uma troca de fluídos corporais - como sêmen, sangue e fluídos vaginais - e isso é sim possível durante o sexo oral.

Quando há feridas e machucados na boca, gengiva ou garganta é possível que se passe algum tipo de doença sexualmente transmissível, DST. Estudos apontam ainda que, na verdade, pelo fato das pessoas terem essa falta de preocupação com o sexo oral é que ele se tornou uma prática sexual de grande risco.

O sexo oral é tão perigoso quanto o sexo anal ou vaginal

Na verdade, é difícil precisar se o sexo vaginal ou anal é capaz de trazer mais riscos do que o sexo oral. Normalmente quando a pessoa faz sexo oral sem preservativo, ela também pode ter praticado sexo vaginal ou anal desprotegida. Por isso, não dá pra saber em qual ato ela adquiriu a doença.

Porém, no caso da gonorreia e da sífilis já foi comprovado cientificamente que podem ser passadas por meio das mucosas durante o sexo oral.

Outra dúvida muito comum é em relação a quem corre mais risco: Quem faz ou quem recebe o sexo oral. 

O risco é para as duas partes, mas segundo alguns estudos, as pessoas que praticam o ato são mais propensas a adquirirem algum tipo de doença por estarem em contato direto com o sêmen ou com o fluído vaginal.

Entretanto, isso não exclui o risco daquele que recebe o sexo oral. Se o parceiro estiver com algum machucado na boca, ele poderá transmitir gonorreias ou herpes labial se for portador dos vírus.

Por isso, o recomendado é que ao fazer sexo oral é necessário que use algum tipo de barreira para que não haja o contato direto.

Como fazer sexo oral corretamente

Existem alguma técnicas para evitar que se pegue alguma DST durante o sexo oral. No caso de um homem praticar sexo oral em uma mulher, o recomendado é que ele use um pedaço de plástico filme para cobrir a vagina. 

Se a mulher vai fazer no homem, não tem outra saída melhor do que usar a própria camisinha. Em ambos os casos, vale ressaltar que não deve haver contato direto entre as mucosas.

Outras informações para evitar a transmissão de doenças

  • ·       Evite fazer sexo oral se tiver alguma ferida na boca
  • ·       Evite fazer sexo oral se tiver algum tipo de sangramento na boa
  • ·       Se está fazendo sexo oral sem preservativo em um homem, evite a ejaculação na boca
  • ·       Evite fazer sexo oral em uma mulher durante o período menstrual.

·       
A higiene da área também é importante durante o sexo oral.

O sexo oral deve ser visto como uma prática sadia, e por isso deve ser feito de forma a se evitar a propagação de doenças. Vale lembrar, que estas dicas também servem para os casais. 


Veja outras dicas no casal sem vergonha e no testosterona: http://www.casalsemvergonha.com.br/tags/sexo-oral/ e http://testosterona.me/sexo/


Nenhum comentário:

Postar um comentário