quinta-feira, 17 de março de 2016

Nootrópicos: em busca da inteligência

Os nootrópicos são suplementos que servem como um auxílio para aumentar o desempenho da sua capacidade cerebral.


Isso quer dizer que os nootrópicos são capazes de aumentar a minha inteligência? De certa forma, sim. Essas drogas facilitam a comunicação entre os neurônios no cérebro fazendo com que sua memória, facilidade no aprendizado, atenção, foco e concentração sejam melhorados significativamente.

Na maioria dos casos, as substâncias são usadas em pessoas com hiperatividade, Alzheimer, demência entre outros males do gênero. Além de aumentar sua capacidade cognitiva, algumas substâncias nootrópicas naturais não viciam, não possuem toxinas e não têm efeitos colaterais significativos, segundo o pesquisador romano Cornelio Giurgea.

Apesar de não haver estudos que comprovem a eficácia das substâncias em pessoas que não portam os males citados anteriormente, com uma simples pesquisa no Google é capaz de ver relatos de pessoas que dizem ter aumentado seu desempenho no trabalho ou nos estudos. Com tantos relatos, o seu uso tem crescido absurdamente em países como os Estados Unidos e o próprio Brasil.


Entre o medicamentos mais utilizados estão:
·      
Piracetam: muito utilizado em idosos com Alzheimer. A promessa do medicamento é aumentar a capacidade cognitiva.
·     
  Cafeina + I-teanina: é uma mistura típica para combater a preguiça e a fadiga. A I-teanina é um aminoácido encontrado no chá verde e é usado como um relaxante mental.  
·    
   Rhodiola Rosea: é um extrato vegetal que promete acabar com a fadiga
l
Genius X: suplemento extremamente funcional, perfeito para você ter mais foco, memória e energia. O José Ueiner do Clube do Genius X falou um pouco sobre ele em seu site.



Vale ressaltar que alguns nootrópicos são substâncias naturais, mas outros são medicamentos utilizados em tratamentos de pessoas com doenças. Por isso, antes de embarcar na busca pela inteligência, vale a pena consultar um médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário