quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Aposentadoria por invalidez: saiba tudo sobre

Todo trabalhador tem direito a um dia se aposentar na vida, desde que se enquadre na lei vigente do país, com a idade e tempo de serviço, suficientes para gozar o descanso merecido!

Independente da idade, mas, desde que tenha contribuído com pouco tempo de serviço, qualquer trabalhador que contraiu alguma doença considerada grave, ou, sofreu algum tipo de acidente, mesmo que não tenha acontecido no ambiente de trabalho e não tem mais como gerar seu próprio sustento, pode solicitar a aposentadoria por invalidez!

Claro que antes do trabalhador entrar com o pedido na Previdência Social para solicitar a aposentadoria por invalidez, é preciso primeiro que tenha feito uso do auxílio-doença, visto que o estado atual da saúde deve ser confirmada através de exames médicos.



Para dar prosseguimento ao pedido de aposentadoria por invalidez, o trabalhador deve passar em consulta com o médico da Previdência Social, a fim que sua saúde seja avaliada, e a incapacidade para trabalhar seja confirmada, tudo para garantir uma remuneração de 100% do salário de benefício, ou seja, a aposentadoria por invalidez pode ser paga no mesmo valor do último salário recebido quando ainda trabalhava!

Contudo, algumas normas estabelecidas devem ser cumpridas obrigatoriamente, é o caso de ser necessário comprovar em carteira que fez no mínimo 12 contribuições mensais ao INSS, exceto nos casos de acidente, de doença grave, ou devido ao trabalho.

Vale esclarecer que para os trabalhadores que já tinham doença pré existente antes de associados à Previdência Social, que estes não tem nenhum direito a aposentadoria por invalidez, salvo quando a doença foi agravada, deixando o paciente sem condições de continuar a exercer as funções no trabalho.

Como fazer o cálculo da aposentadoria por invalidez

O benefício a ser recebido pode variar entre os trabalhadores, ou seja, se alguém está recebendoa aposentadoria por invalidez no valor de 100%, não significa que para você o percentual a ser pago será igual, isso, porque depende do dia que começou a pagar a previdência. Entenda melhor na explicação abaixo:

·       Trabalhadores inscritos até 28 de novembro de 1999 recebem a média dos 80% maiores salários de contribuição, corrigidos monetariamente, desde julho de 1994;

·       Já para aqueles que ingressaram a partir da data posterior, ou seja, de 29 de novembro de 1999 para frente, o salário de benefício será somente a média dos 80% maiores salários de contribuição de todo o período de contribuição;

·       Somente trabalhadores rurais têm direito a receber um salário-mínimo, mesmo sem ter recolhido o INSS;

Maiores esclarecimentos podem ser obtidos junto a um dos postos do INSS, e até pela internet.